7 dez, 2018

ESTUDO CIENTÍFICO CONFIRMA AÇÃO PREVENTIVA E TERAPÊUTICA DAS ÁGUAS TERMAIS DA REGIÃO CENTRO

Noticia-Seminario-1040x513px_29Nov.jpg
Partilhar no Facebook

Num evento onde se debateram as potencialidades e desafios do setor termal na área da dermocosmética foi apresentado um estudo de investigação da bioatividade das águas minerais naturais da região centro.

Um estudo conduzido por uma equipa multidisciplinar de investigadores da Universidade da Beira Interior e da Universidade de Coimbra vai permitir produzir evidências científicas sobre a bioatividade das águas minerais naturais portuguesas, validando a sua ação preventiva e terapêutica na área da dermocosmética.

A investigação tem como objetivo suportar a utilização da água mineral natural em produtos de para aplicação clínica em doenças do foro dermatológico e os primeiros resultados foram apresentados num seminário para debater as potencialidades do setor termal na área da dermocosmética, organizado por Termas Centro em Castro Daire.

Durante o evento, que contou com uma elevada participação, foram apresentadas as evidências que demonstram a actividade antimicrobiana e anti-alérgica de determinados perfis químicos de águas, bem como as propriedades anti-inflamatórias, anti-oxidantes, anti-senescência, regeneradoras e cicatrizantes de outros perfis, o que permite, pela primeira vez, demonstrar cientificamente a ação preventiva e terapêutica das águas termais.

A apresentação do estudo sobre o potencial bioativo das águas termais da região centro esteve a cargo de Ana Oliveira e Cátia Vaz, da Universidade da Beira Interior, e de Ana Silva, da Universidade de Coimbra. Foi moderador desta sessão o Vice Reitor da UBI, José Páscoa.

Ana Jorge, da Termalistur, apresentou o caso da marca “Aqva”, uma experiência que lançou já no merado duas linhas de produtos para dermocosmética 100 por cento nacional, formulada com água termal proveniente da estância termal de São Pedro do Sul. Às linhas de hidratação e antienvelhecimento, já em comercialização, irão juntar-se em breve uma extensão da linha hidratação, uma linha de produtos para homem, para além de produtos como champô, stick labial e creme para mãos.

O projeto, que em 2017 faturou mais de 160 mil euros, prevê alargar a investigação para desenvolver uma linha de produtos bio e uma gama inovadora de dispositivos médicos a partir da água mineral natural de São Pedro do Sul direcionado para a área da dermatologia, em particular dermatite atópica e eritema.

Barbara Ferreira, da FN Way, abordou ainda o tema das oportunidades de financiamento para a investigação científica, num evento que contou com as presenças de Paulo Martins de Almeida, presidente da Câmara Municipal de Castro Daire, Victor Leal, presidente da Associação das Termas de Portugal, e de Carla Lourenço, da Direção Geral de Energia e Geologia.

O projeto Termas Centro tem como objetivo reforçar a competitividade das estâncias termais da região Centro, através de uma lógica de trabalho em rede, organizado e de qualidade e com produtos adaptados a diferentes targets e que abranjam as temáticas: saúde e bem-estar, natureza, património e gastronomia.

Principais conclusões

• As águas magnesianas ferruginosas apresentam atividade anti-inflamatória
• As águas sulfúreas apresentam atividade anti-inflamatória, anti-senescência e antimicrobiana
• As águas silicatadas sódicas apresentam atividade antimicrobiana, diminuem o metabolismo emigração celular
• As águas silicatadas sódicas cloretadas apresentam atividade anti-inflamatória e antioxidante
• As águas bicarbonatadas sódicas diminuem o metabolismo celular
• As águas sulfatadas cálcicas apresentam atividade antimicrobiana

CONTACTOS

  • T: (+351) 232 094 109
  • M: Rua da Barroca, n.º 3, 1º andar, 3660-693 Várzea, S. Pedro do Sul
  • @:geral@termascentro.pt
Confinanciamento Termas Centro
Termas Centro